Painel 5 - A evolução e os paleolíticos

Tópico 1 - Introdução: a aurora do homem

Vamos observar como os homens evoluíram e desenvolveram suas tecnologias num ambiente extremamente hostil.


A existência do homem na Terra, se tomarmos os 4,5 bilhões de anos de Idade da Terra, nos faz pensar em como é recente sua vida na Terra: apenas 120 mil anos.

 

O homem moderno – Homo sapiens sapiens -  e sua estabilidade como espécie é, portanto, recente, se compararmos com a história da Terra. 

 

Evolução do Homo erectus para o Homo sapiens.
Evolução do Homo erectus para o Homo sapiens.

Os momentos do processo evolutivo

 

Tomando os momentos iniciais deste processo evolutivo, podemos imaginar a longa caminhada entre os muitos perigos do mundo primitivo para nossa espécie:

 

O estudo da evolução da espécie humana e de outras espécies  se faz através do estudo dos vestígios que tais seres deixam na Terra e que são encontrados normalmente em escavações por arqueólogos ou por paleontólogos - cientistas que estudam a primitiva vida do homem ou dos seres vivos na Terra.

         

  Conheça a evolução da espécie humana:

“O ser humano moderno, o Homo sapiens sapiens, tem meros 120 mil anos. Estima-se que muito antes disso, em algum ponto entre dez e sete milhões de anos atrás, as famílias do homem e do macaco dividiram-se. Conheça algumas das mais importantes espécies da família humana, a dos hominídeos, conhecidas até hoje...”

    Leia mais:

http://revistaepoca.globo.com/Revista/Epoca/0,,EDG48886-6010,00.html


 

Tópico 2 - Os vestígios dos seres vivos na Terra são encontrados em sedimentos

Os hominídeos foram uma espécie intermediária entre os grandes

símios e os homens, surgida há 7,5 milhões de anos. 

Aproximavam-se mais dos macacos, mas possuíam diferenciações. 

Em sua evolução, aproximaram-se mais do homem há 1 milhão de

anos atrás.


Artefatos líticos de caça.
Artefatos líticos de caça.

Todos os vestígios de hominídeos em sua evolução até os primeiros homens são encontrados em grutas, onde estes seres habitaram ou  em vestígios petrificados em rochas sedimentares, nos vales, em escavações.  

 

Fósseis encontrados em escavações arqueológicas.
Fósseis encontrados em escavações arqueológicas.

Observe:este é um trabalho para arqueólogos, os detetive da Pré-História.


Conforme a profundidade em que são encontrados, os cientistas podem calcular sua idade e sua forma de vida, como eram, do que se alimentavam e como viviam.

 

Surgimento dos primeiros hominídeos.

> Australopithecus ou macaco do sul

Os homens primitivos, ainda evoluindo de antropóides para a forma como nos conhecemos surgem na aurora da pré-história.  O primeiro deles, cujo fóssil foi encontrado na África, há 3,4 milhões de anos, foi um hominídeo chamado  Lucy. 

 

Este Australopithecus ou macaco do sul era capaz de locomover-se de forma ereta, possuindo detalhes de crânio e dentes próximos a espécie humana, encontrou condições de sobrevivência ideal e disseminou-se pelo mundo.

 

> Homo habilis

Há 2,5 milhões de anos, surge na Tanzânia os primeiros exemplares do então chamados de Homo habilis - homens capazes de usar as mãos e manipular objetos.  Caçava em grupo, havia abandonado as árvores e vivia nas planícies, tendo a caça de animais como sua dieta.  Possuía um grau maior de socialização e uma caixa craniana maior que a do Australopithecus com 700 cm3: 800 cm3

 

Lucy é um fóssil de Australopithecus afarensis de 3,2 milhões de anos, descoberto em 1974 pelo professor Donald Johanson e pelo estudante Tom Gray em Hadar, no deserto de Afar, na Etiópia[1]quando uma equipe de arqueólogos fazia escavações. Chama-se Lucy por causa da canção "Lucy in the Sky with Diamonds" da banda britânica The Beatles, tocada num gravador no acampamento, e por a terem definido como uma fêmea.

 

Leia mais:

http://pt.wikipedia.org/wiki/Lucy_(f%C3%B3ssil)

Paleolítico - Artefatos africanos
Paleolítico - Artefatos africanos

> Homo erectus

Há 1 milhão de anos atrás surge pela Europa, África e Ásia o Homo erectus, com uma capacidade cerebral de 1.000 cm3.  Vivendo em bandos, possuía uma vida gregária, familiar, era capaz de usar armas de pedra lascada, adaptar-se a ambientes hostis e perigosos, já possuindo ferramentas rudimentares, com as quais se impunha aos outros animais.

                        Conheça mais a evolução dos hominídeos

As tecnologias desenvolvidas ao longo de milhões de anos, permitiram que cada vez mais os ancestrais do homem moderno se abrigassem, conseguissem melhor alimentação e sobrevivessem num mundo tão hostil.

http://www.cena.usp.br/labs/C14/Paleobiologia/Primeiros_Hominideos.pdf

 

Tópico 3 – As glaciações e o homem

A evolução do homem, seu domínio do fogo e a feitura das primeiras armas e diversas outras tecnologias como abrigos, capacidade de coleta e caça em grupo, costura de roupas de peles de animais, entre outras técnicas tornaram o homem capaz de enfrentar o processo de glaciação.


Mas, afinal? Que é uma glaciação?

"As glaciações (eras do gelo) são fenômenos climáticos que ocorrem ao longo da história do planeta Terra. Como o próprio nome sugere, são períodos de frio intenso, dentro de uma era do gelo,

A primeira glaciação -  (1,5 milhões de anos a. C.) já ocorrera e o gelo, a cada nova glaciação, avançava através das zonas temperadas e, pouco a pouco se retraía para os pólos. 


Períodos interglaciais e o homem 

 

Nos períodos interglaciais o homem conquistava novas áreas, dotava-se de novas tecnologias de proteção, como a costura de peças de couro dos animais que caçava. A todas as dificuldades estes homens conseguiam se adaptar.  

 

Imagem de um momento de glaciação.
Imagem de um momento de glaciação.

Paleolítico Inferior (500.000 a 30.000 a. C.)

 

O Paleolítico – período da pedra lascada – pode ser datado entre 500.000 e 10.000 anos  a. C.  O primeiro período, mais antigo, chamado de Paleolítico Inferior (500.000 a 30.000 anos a.C.), encontramos:

 

Australopithecus Afarensis
Australopithecus Afarensis
  • Pithecanthropos Erectus  - Alguns espécimes do chamado Homo erectus como o Pithecanthropos Erectus (“Homem-macaco em pé”, ilha de Java, 1891, com capacidade craniana de 2/3 do homem moderno, mas o dobro de um gorila macho), seu espécime representativo mais antigo. 

 

  • Sinanthropus pekinensis - Outro espécime importante é o Sinanthropus pekinensis, encontrado em Peiping, ao sudoeste de Peking, entre 1926 e 1930. 

 

  • Homo Neanderthalensis Em torno de 60.000 a.C. surge o homem, conhecido como Homo Neanderthalensis, que é o espécime mais próximo e mais representativo do Paleolítico Inferior (500.000 a 30.000 a. C.) e  cuja fama nos chega como o “homem das cavernas”. 

 

Homem de Neanderthal
Homem de Neanderthal

A expansão e características do homem de Neanderthal

 

Traços culturais - Apresentam traços de cultura tanto material – uso de raspadores, cortadores de pedra, perfuradores – como de cultura espiritual, enterravam seus mortos com seus utensílios.


Ferramentas - Faziam uso de lascas de pedra para corte e as mais pesadas como machado manual. Também as adaptavam a  cabos de madeira com resina vegetal.  Possuíam arcadas superciliares bem desenvolvidas, queixo curto, entroncado, altura média de 1,62m e eram muito fortes.


Homem de Neanderthal -  Foi encontrado em lugares como Bélgica, França, Alemanha, Espanha, Itália, Iugoslávia, Rússia e Palestina. 

 

Sugerimos visita aos seguintes sites onde podemos analisar escavações e a vida do Homem de Neanderthal e do Homo Sapiens em seus primórdios:

http://www.portalciencia.net/antroata.html

 

Tópico 4 - Paleolítico superior (30.000 a 10.000 a. C.)

Hoje, quando acendemos um fósforo ou o fogão de nossa casa automaticamente, não pensamos no quanto foi difícil ao homem em sua evolução perder o medo, dominar o fogo e ser capaz de mantê-lo aceso.  A partir desta conquista todas as outras se tornaram possíveis.

A importância do domínio do fogo - A descoberta de como fazer fogo e como manter, conservar o fogo como uma tecnologia transportável, propiciaram:

 

  • Tecnologia de produção de artefatos de caça e utensílios para sua sobrevivência.

    • Uso do fogo em caçadas como uma arma de intimidação.

    • Melhorias na culinária e no aquecimento pessoal.

    • Capacidade de se deslocar para outras regiões tendo uma tecnologia única nas mãos. O fogo afugentava animais, servia para aquecer e cozinhar.



 

Cena do filme: a Guerra do Fogo.
Cena do filme: a Guerra do Fogo.

Fogo, qualidade de vida e sobrevivência -  A proteção que a tecnologia do domínio do fogo oferecia, aumentou:


Tecnologia de administração social - A administração e a ampliação de  seu grupo social em bases de criatividade e cooperação, coletando alimentos vegetais e acompanhando as manadas que caçava, vagando pelas áreas tanto quentes  como mais frias.


Conheça mais sobre o domínio do fogo.

“...Foi o fogo que deu ao homem pré-histórico o poder de realmente dominar outros animais. Foi graças ao fogo que o homem pode sair de seu ninho seguro para desbravar o planeta. Foi o fogo que permitiu ao homem sobreviver aos rigores do tempo. Foi o fogo que permitiu ao homem desenvolver uma tecnologia, fundir metais, vidros e cozer alimentos. Sem o fogo, continuaríamos eternamente na pré-história ou, quem sabe, teríamos sido simplesmente extintos por animais mais fortes e adaptados ao meio...”


Leia mais:

http://www.las.inpe.br/~cesar/miudos/filosofia/primeiropasso.htm

 

 

 Exercício-Debate 5

Os homens surgiram na África e se espalharam pela Terra em pequenos grupos. Você acha possível que diferentes grupos tenham “descoberto” o domínio do fogo em diferentes lugares?

 

Pesquise, discuta com seus colegas e professor e apresente sua visão sobre o tema em forma de uma redação. 

 

Entrar em Painel 6