Painel 3 – Muito ar,terra, fogo e água: o planeta vivo

Durante a formação da Terra, com as tremendas erupções que ocorreram, temos  a formação das chamadas terras emersas, normalmente cadeias de montanha de rochas muito duras, as rochas basálticas.  Estas rochas surgiram rapidamente em meio a terremotos, empurradas pela pressão proveniente do núcleo da Terra, normalmente em terrenos sedimentares que são mais fracos.

Tópico 1 – O Planeta Terra vive...Vulcões e abalos sísmicos.

Ilha vulcânica_BDWebB
Ilha vulcânica_BDWebB

Vulcões: a Terra viva. 

As primeiras formações de terras emersas no planeta se deram a partir da formação da crosta e do aparecimento contínuo de vulcões, após a formação da crosta da terra há 3,7 bilhões de anos. 

 

Vulcões e o relevo da Terra

Num mundo em formação, com a contínua ascensão do magma do centro da Terra em direção à superfície, empurrado por gases, altas pressões e movimentos bruscos de placas tectônicas, deslizando umas sobre as outras, grandes rochas vieram à superfície e os vulcões apareceram  abrindo caminho em terrenos sedimentares, criando fendas na crosta terrestre, originando os planaltos vulcânicos ou basálticos.

BDWebB
BDWebB

Vulcanismo

Estes fenômenos são chamados de vulcanismos. 

 

Tipos de vulcão

Os vulcões podem ser terrestres ou submarinos e os fenômenos de vulcanismo  são a passagem da massa incandescente do magma em estado pastoso ou viscoso, em alta temperatura. 

 

Material expelido

Expelem gases, lama, água, lavas incandescentes e estes materiais vão se acumulando e, na superfície, em contato com o meio ambiente, esfriam, se solidificando.

Edifício vulcânico_BDWebB
Edifício vulcânico_BDWebB

A forma de um vulcão

A erupção vulcânica provoca uma forma toda especial de relevo. 

 

O edifício vulcânico

É o chamado edifício vulcânico, uma montanha que no topo possui a boca ou cratera, antecedida pelo cone por onde passam lavas (magma incandescente), cinzas, gases e lapilli (pedrinhas) provenientes do interior da Terra e solidificadas.

Vidinha dura...

Tópico 2 - Rios, planaltos e planícies são formações do relevo e da hidrografia.

Formação de vales e rios_BDWebB
Formação de vales e rios_BDWebB

Formação do relevo e da hidrografia

As porções da Terra mais elevadas da crosta terrestre, onde se desenvolve a vida, são as montanhas  e planaltos e as menos elevadas são as planícies e vales. 

 

Há ainda as depressões que estão abaixo do nível do mar. Pelos vales correm os rios provenientes das montanhas ou provenientes de áreas elevadas e, normalmente, os rios correm para o mar ou para outros rios.   Assim são formados o relevo e a hidrografia de uma região.

Maremoto_BDWebB
Maremoto_BDWebB

As forças que montam o relevo e a hidrografia de uma região

As forças que estabelecem o relevo da Terra são de duas naturezas:

 

Forças internas da Terra

Estas forças são provocadas pelo “sistema de flutuação” (podemos chamar assim) das placas tectônicas. 

 

Sabemos que as placas tectônicas flutuam no magma e nas camadas internas da Terra,  todas em constante fusão e movimento. 

Estes movimentos,  mais a pressão de gases para escapar do centro da Terra, provocam atrito de placas diferentes, e este atrito provoca a formação do relevo da superfície e suas modificações, continuamente.  Temos aí a formação das camadas de montanhas e o fenômeno do vulcanismo.

 

Forças externas da Terra

As forças externas são as que agem a partir da crosta ou superfície da Terra.  São compostas pelas ações das águas, gelo, vento, ondas, seres vivos e todas as demais possíveis causas de modificações ocorridas na superfície da Terra.

BDWebB
BDWebB

Quando as terras emergem

 

Ainda hoje, ao examinarmos mapas, podemos facilmente encontrar as cadeias de montanha formadas e suas extensões junto ao litoral na forma de ilhas.  Estas são as terras emersas.

 

Visitar:  www.geocities.com/mantiqueira2000/relevo.htm

Observem a força de um maremoto - Tsunami 2004.

Tópico 3 – Terremotos

Os terremotos liberam uma quantidade enorme de energia face ao atrito de uma placa contra outra è Para que você entenda este termo liberar energia, basta esfregar uma mão na outra.  As mãos esquentam.  A intensidade de um terremoto ou de um abalo sísmico é medida numa escala de liberação de energia, chamada “escala Richter”

http://revistagalileu.globo.com/Galileu/0,6993,ECT803840-1716,00.html

Terremoto no Nepal - TOI - Times of India - 29/04/2015

Leia mais e veja os efeitos nas pessoas e no país de um terremoto como este:

https://www.facebook.com/TimesofIndia?fref=nf

As placas tectônicas se chocam bruscamente em regiões de contato, no interior da Terra.  Estes choques produzem terremotos, abalos sísmicos que fazem a terra tremer durante alguns segundos ou minutos e podem causar grandes danos, destruindo edifícios, casas, cidades e provocando morte e ferimentos sérios na população.

 

Observe o "Círculo de Fogo" abaixo.

Os grandes  focos ou concentração de vulcões e de epicentros (local onde se inicia um terremoto no mar) de  terremotos no mundo são a orla do oceano Pacífico, o chamado “Círculo de Fogo”. 

Pontos de origem dos terremotos.

Quando o terremoto se inicia em pontos no interior dos continentes ou da crosta terrestre temos o nome de hipocentros, para estes pontos de origem.

Tópico 4 - Água, erosão, geleiras, vento e dunas

A preservação dos mananciais de água potável no planeta é a condição necessária para que os seres vivos sobrevivam.
Fernando de Noronha_BDWebB
Fernando de Noronha_BDWebB

Vida e água – A vida proveio da água.  Todas as demais condições de meio ambiente – a energia solar, a atmosfera, os elementos químicos básicos à vida – carbono, hidrogênio, oxigênio e nitrogênio – a temperatura e suas variações são uma decorrência das águas de uma região e de seu clima. 

 

A qualidade do ambiente e dos seres vivos são diretamente relacionados ao regime de águas de uma região.

 

 

A Água e seu ciclo natural – A água é o solvente universal.  A água existente na Terra permanece em um ciclo contínuo de evaporações e de chuvas, se acumulando na superfície terrestre em terrenos impermeáveis, formando lençóis d’água, rios, lagos, lagoas, geleiras em altas montanhas e oceanos. 

 

Água, erosão e relevo

Neste processo, a água da chuva provoca a erosão e, como uma regra geral, acumula-se em locais altos, correndo para planícies e, daí para o mar.  Neste processo, a água modela o terreno, mantém um processo contínuo de erosão em rochas, abre sulcos na terra e carrega materiais orgânicos e inorgânicos para vales.   

 

Paredão de pedra_BDKedit
Paredão de pedra_BDKedit

A erosão – fatores naturais e artificiais – A erosão provocada pela água, portanto, é um processo contínuo e esta erosão modela o terreno, modifica este terreno ao longo do tempo.

 

Tipos de erosão

Existe um processo de erosão que é natural, decorrente do ciclo das águas primordialmente.  Existe outro tipo de erosão muito mais grave que é o processo facilitado pelo homem e que causa grandes impactos ambientais. Por exemplo:  desmatamento na nascente dos rios, colocando em risco o sistema ecológico da região.

Características da Terra: temperatura e profundidade – A Terra está viva.  Emite calor proveniente de seu interior – a altíssimas temperaturas è A temperatura média da superfície terrestre é de 15 a 20° C. A cada 30m em que nos aprofundamos no interior da Terra, a temperatura aumenta 1° C.    E, na altura do manto, onde repousam os continentes e oceanos, a temperatura é de 870°C.  Se nos aprofundarmos para o centro da Terra, em seu núcleo, a uma distância de 6.370 km da superfície, a temperatura chega a 2.200 ° C.

 

O papel dos agentes internos na vida do planeta

Os abalos sísmicos, as altíssimas temperaturas internas da Terra, a pressão de saída do magma em forma de lava e de vapores, o choque entre as placas, todos estes fatores agem internamente  - são os fatores internos - modificando a feição do planeta.

BDWebB
BDWebB

O papel dos fatores externos na vida do planeta

Entre os fatores externos que ocorrem na superfície da Terra podemos citar:

  • a água,

 

  • os ventos,

 

  • a variação da temperatura incidente sobre a superfície das rochas. 

 

O mais importante de todos os agentes externos é a água na modelagem do relevo da superfície terrestre e a garantia da própria vida.

Conheça mais sobre o controle de sismos:

Sensor sem fio limita danos de terremotos

Aplicação monitora tremores e aciona sistema para amortecimento.
Equipamento sem fio é mais fácil de instalar e pode agregar funções.

Leia mais:

http://g1.globo.com/Noticias/Tecnologia/0,,MUL24271-6174,00.html

 

Exercício-Debate:

Exercício 4 - Discuta com seus colegas e elabore sua resposta.  Leia as respostas dos demais alunos, pesquise e faça um resumo de 10 linhas, enviando-o a seu professor.

 

As cadeias de montanhas foram formadas por rochas magmáticas, extremamente duras, provenientes de lavas que vieram para a superfície da Terra por processos de erupção vulcânica e outros fenômenos tectônicos (fenômenos geológicos provenientes de forças internas originárias das altas condições de calor e pressão no centro da Terra).  Se as cadeias de montanha têm esta origem, qual seria a origem dos vales entre montanhas?

 


Rev - 060716 rev 011216

Entrar em Ex-Painel 7

 

          Retornar ao Tutorial Unidade 2.

 

           Retornar à Área de Testes - Demos para escolher outra matéria.