Pesquisas, debate e redação - Unidade 2

Leia o artigo acima e o discuta diretamente no Facebook, no seguinte link:

https://www.facebook.com/odeciomendesrocha.mendesrocha/posts/659961867363767

VOCÊ concorda com este ponte de vista?


"Veiculo:

REVISTA VEJA - EDIÇÃO 2320
Secao:
AMBIENTE
Data:
2013-05-04
Localidade:
SÃO PAULO
Hora:
22:35:57
Tema:
AQUECIMENTO GLOBAL
Autor: FILIPE VILICIC E VICTOR CAPUTO

O APOCALIPSE TERÁ DE ESPERAR
A verdade inconveniente: as mudanças climáticas estão ocorrendo em ritmo mais lento que o previsto pelos propagandistas dos desastres do aquecimento global

Sempre se brincou que a Climatologia é a ciência do achismo, pois não consegue prever com segurança se vai ou não chover no fim de semana. Agora, ela corre o risco de perder o direito de ser chamada de ciência. Na última década, o rigor científico esperado nos estudos climáticos viu- se suplantado por um debate que beira a irracionalidade. Cientistas e Ambientalistas se deixaram levar por um tipo de fervor dogmático sobre a necessidade de medidas drásticas para frear a emissão de dióxido de carbono (C02) decorrente da atividade humana...."

Leia mais:


Outros pontos de vista.

Origem e Evolução Humana

PUBLICADO . EM ECOLOGIA HUMANA

O Homem ainda está em processo evolutivo?

Por Marcelo Szpilman*

A afirmação “o homem descende dos macacos”, feita por Charles Darwin ao lançar sua teoria evolucionista em 1859, foi tão forte e marcante que até hoje ainda há pessoas que acreditam ser ela verdadeira. E você, o que acha? O homem é uma evolução do macaco? Como e quando surgiu o homem? Quais foram as pressões seletivas que induziram mudanças físicas no homem? Por que passamos a andar em pé? O que nos levou ao descomunal aumento do cérebro? E ainda, o homem continua em processo evolutivo ou atingiu seu limite?

São perguntas instigantes sobre um tema que sempre desperta grande curiosidade. E o objetivo desse artigo é responder a todas elas e a muitas outras. Mas vamos começar entendendo um pouco o progresso da opinião sobre origem e evolução.

As idéias de Darwin sobre adaptação, sobrevivência dos mais aptos e evolução progressiva não são originais. Elas já haviam sido levantadas por outros pesquisadores e naturalistas que o antecederam, incluindo o grande filósofo grego Aristóteles, que, em 300 A.C., foi o primeiro a delinear os princípios de adaptação e seleção natural, sem, porém, compreendê-los. Goethe, em 1794, destacava que a futura indagação dos naturalistas seria a de como foi que os bovinos teriam adqüirido seus chifres e não o porquê de sua utilização. Saint-Hilaire, em 1795, suspeitava que as espécies seriam variações em torno de um mesmo tipo original e que as mesmas formas não se teriam perpetuado desde a origem de todas as coisas. Seu próprio avô, Dr. Erasmus Darwin, também defendia algumas dessas idéias em 1795. 

No entanto, a maioria desses antecessores apenas levantavam dúvidas e conceitos sobre os fatos que observavam na natureza, sem conseguir explicar o porquê deles existirem. Somente dois naturalistas conseguiram formular teorias para tentar explicá-los amarrando os diversos conceitos isolados já levantados em sua épocas: Lamarck e Darwin.
Ler mais.