Painel 6 - O homem se espalha pelo mundo

Tópico 1 – Os homens caminhavam para coletar alimentos

Ao longo de milhões de anos, as mudanças de clima influenciaram na vida dos grupos humanos e determinaram sua sobrevivência, tecnologia e permanência em determinadas regiões da Terra.
Mapa das glaciações entre 100.000 e 10.000 a.C
Mapa das glaciações entre 100.000 e 10.000 a.C

O clima teve uma influência única sobre os ancestrais do homem.

A temperatura foi ficando cada vez mais fria em períodos intermitentes e estas glaciações fizeram com que os grupos humanos pré-históricos, ainda no período paleolítico, tivessem de se adaptar cada vez mais às intempéries, às dificuldades que tiveram de enfrentar.


A primeira glaciação, sabemos, se deu há 1,5 milhões de anos. A partir dela, tivemos períodos onde a temperatura se tornou mais quente, os chamados períodos interglaciares, períodos onde os homens conquistavam áreas temperadas, se adaptando às novas condições de vida.

 

E a luta pela sobrevivência foi outra questão determinante.

Tópico 2 - O mundo tinha se transformado em gelo...

Você já pensou como era difícil a vida das comunidades primitivas? Imagine os perigos: feras que os perseguiam, falta de comida e água potável em certas épocas, doenças que poderiam acontecer a qualquer momento. E,o pior...as glaciações: o mundo tinha se tornado em gelo.

Processo de glaciação: gelo em excesso nas montanhas descendo para as áreas mais baixas.
Processo de glaciação: gelo em excesso nas montanhas descendo para as áreas mais baixas.

Entre 80.000 e 10.000 a.C. (antes de Cristo,antes da era cristã)

O homem, neste período, ainda vive a última glaciação da Terra – entre 80.000 e 10.000. Já dominava a técnica de ferramentas, aprendida com os homens de Neanderthal que já haviam deixado de existir.

  

Sua caixa craniana possuía algo em torno de 1.500 cm3 como a média dos homens modernos. São os chamados homens de Cro-Magnon (caverna de Cro-Magnon, Dardagne, França, 1868), altos, espadaúdos (ombros largos), de estatura mediana em torno de 1,80m, bons artesãos, não mais usam somente lascas de pedra, mas outros materiais, ossos e chifres de animais, construindo armas mais desenvolvidas como os lança-dardos e, mais tarde, o arco e flecha. 

 

O Homem de Cro-magnon

O homem de Cro-Magnon desenvolveu inúmeras tecnologias para enfrentar o período glacial.
O homem de Cro-Magnon desenvolveu inúmeras tecnologias para enfrentar o período glacial.

O homem de Cro-Magnon e seu tipo de vida

De vida nômade, cozinhava seu alimento, morava em abrigos naturais, possuía um sentido de arte desenvolvido, como pode se observar nas pinturas rupestres encontradas em suas cavernas, apresentando em todas as suas atividades um princípio de divisão de trabalho, o que denota seu gregarismo e organização grupal. 

 

Ilustração: grupo Cro-Magnon
Ilustração: grupo Cro-Magnon

Os traços culturais do Homem de Cro-Magnon


Os traços culturais, que podemos observar em suas cavernas e artefatos, espalham-se pelo mundo. Provavelmente sabia contar, como indicam certas marcas em armas achadas, possivelmente indicando o abate ou a posse de certa quantidade de animais. Entre suas artes, a pintura, o entalhe, a escultura e a gravação se acham presentes.

 

O Homem de Cro-magnon ainda não conhecia o uso da argila para fabricação de utensílios de barro, mas supera-se em representações rupestres como demonstram as cavernas de Altamira e em esculturas, especialmente de Vênus , figuras femininas que simbolizavam a fertilidade.

 

As migrações do homem de Cro-Magnon: seguindo as renas

Rotas migratórias do homem ao longo do tempo.
Rotas migratórias do homem ao longo do tempo.
Observe o tamanho de diferentes grupos humanos.
Observe o tamanho de diferentes grupos humanos.

Os Homens de Cro-magnon chegaram à América.

Esta cultura do homem de Cro-magnon havia se espalhado pelo mundo por diversas razões:

> com o fim da glaciação e o declínio de suas fontes de alimentos;

> a morte dos mamutes;

> a migração de renas para a região do mar Báltico, fez com que se desse o desaparecimento de sua cultura da Europa, possivelmente havendo milhares de mortes por falta de alimentos;

> houve, provavelmente, assimilação de grupos a outras culturas e migrações para o norte, seguindo as renas.

 

Assim, os Cro-Magnon se espalharam pelo mundo. Seguindo os rebanhos de renas, passaram da Eurásia para o continente americano pelo estreito de Behring e povoaram o continente americano.

 

Pense nisto:

 

"Num mundo com mais de 6 bilhões de habitantes, em que se conquistaram padrões de bem-estar inéditos na história, fica difícil imaginar que o ser humano já esteve à beira da extinção. Aconteceu há cerca de 100 000 anos, quando a população de Homo sapiens se reduziu drasticamente, caindo de 30 000 pessoas para apenas 2 000..."

por: Vanessa Vieira e Roberta de Abreu Lima

 

Entre em Curiosidades e pesquise tudo sobre este momento dramático para nossa espécie.

 

 

Onde viviam os Cro-magnon?

Pessoas Cro-magnon chamam-se por um nome que termina em tani, assim os aquitanis, ausetani, bastetani, bergistani, britani, ceretani,carpetani, eretani, lusitani, mauritani, oretani, sedetani e turdetani da fachada atlântica e Ilhas Britânicas.

Fonte:http://www.atlantisquest.com/TribeDist.html 

Tópico 3 – Nossa casa – a Terra

Hoje, quando vemos todo o mundo povoado, país após país, região após região, cidade após cidade, não imaginamos que este foi um processo lento de expansão do homem em torno do mundo. Houve momentos em que só restaram 2.000 homens em todo o planeta...

Hoje, seis bilhões de seres humanos convivem com 30 milhões de seres vivos na mesma casa – a Terra – e somente uma espécie é inteligente: a espécie humana.

 

Há 2,5 milhões de anos,  nada do que conhecemos como vida humana havia. Foi preciso termos milhões de gerações aleatórias para chegar a ocorrer vida inteligente na Terra. Podemos pensar o mesmo tempo para termos um sistema ecológico ideal, de um clima capaz de gerar e manter a vida.

 

A partir daí, com a expansão do homem pelos vários sistemas ecológicos da Terra, nossa questão específica passou a ser a conservação das condições de vida e qualidade ecológica na Terra.

 

Vemos nos jornais, nas revistas e na televisão a destruição ambiental e de biodiversidade existente. Esta é nossa grande questão política e o foco de nosso curso de Geografia.

 

Tópico 4 – O longo caminho da evolução até os dias atuais.

Foi um caminho imenso que seguimos desde a bactéria até a vida mais complexa dos vertebrados, que se iniciou com os peixes, que originaram os anfíbios; estes, os répteis, que deram origem às aves e aos mamíferos há 230 milhões de anos.

Após longa história, há 2,5 milhões de anos, apareceu o homem.

 

Quantitativamente é um tempo que não conta, é um nada, é zero, se comprarmos com o tempo de formação da Terra: 4,5 bilhões de anos.

> Origem do Homem

 

O homem é originário da África, como todas as pesquisas indicam: os primeiros grupos de paleolíticos surgiram nesta região. Daí se espalharam pelo mundo. As primeiras quatro espécies que apareceram no mundo e coexistiram, entre 500.000 e 10.000 a.C. , no Paleolítico Inferior foram:

  • Pithecanthropus erectus – “Homem macaco em pé” - primeiro exemplar encontrado em Java, 1891.

  • Sinanthopus pekinensis, China, 1926 – 40 esqueletos encontrados permitiram sua reconstituição.

  • Homem de Fontechevade – França – Lascaux, 1947 – espécie mais próxima ao homem contemporâneo, pelo formato do crânio.

  • Homo Neanderthalensis – Dusseldorf, Alemanha, 1856 e exemplares encontrados posteriormente em locais como Bélgica, Espanha, Itália, Iugoslávia, Rússia e Palestina, entre 45.000 e 10.000 anos a.C.

  • Homem de Cro-Magnon – 45.000 a 10.000 anos – Espanha e França(sítios mais marcantes) em continuidade com o europeu atual.

 

Recapitulando: o caminho do homem em sua evolução

 

Temos um desenvolvimento clássico:

  • Há 2,5 milhões de anos, há o registro de que surgiu a vida inteligente: o homem. Antes, não havia. Que registros são estes? São os vestígios de fogueiras, de pontas de flecha de pedra, de enterro de seus mortos com seus utensílios.

 

  • Não é possível afirmar que houve seres inteligentes antes disso, porque não existem registros nem manifestações. Estes registros são encontrados em camadas profundas em certas escavações.

 

  • Sabemos que esse homem era inteligente: ele foi capaz de preservar fogo, de progredir na base do raciocínio fabricando instrumentos. Comparando instrumentos, objetos de pedra ou concha, podemos acompanhar a expansão do homem pelo mundo

 

Fogo como utilidade e arma.
Fogo como utilidade e arma.

> Como os grupos humanos sobreviviam

 

É preciso compreender que, em suas origens, um grupo humano somente sobrevivia se conseguisse se manter unido, dispor de alimentos que pudesse coletar, pescar ou caçar, se soubesse como evitar predadores e se proteger nas diversas rotas por onde vagavam em busca de alimentos.

 

...e deixou pinturas e artefatos por todas as  rotas por onde passou.
...e deixou pinturas e artefatos por todas as rotas por onde passou.

> Como os grupos humanos se desmembravam

 

Os grupos humanos eram pequenos. Os filhos, na medida em que nasciam e cresciam, não dependendo mais da mãe, buscavam fêmeas e constituíam casais. Podiam ficar no grupo ou, caso o grupo tivesse muitos membros e o alimento não fosse suficiente para todos, se dividiam e procuravam outras áreas para sobreviver.

 

Desta forma o homem se espalhou pelo mundo.

 

Comparando tecnologias de caça e outros artefatos...
Comparando tecnologias de caça e outros artefatos...

> Como somos capazes de acompanhar a trajetória do homem na Terra?

 

A trajetória do homem na Terra e a ocupação do espaço geográfico podem ser analisadas a partir de vestígios em utensílios domésticos, tipos de adornos e de tecnologia utilizada por diferentes grupos.

 

Esta similaridade de tecnologias ou de adornos nos indica que estes povos tinham contato ou que possuíam um povo ancestral comum e dele se desmembraram, passando a viver em outras áreas.

 

Entrar em Ex-Painel 7

 

          Retornar ao Tutorial Unidade 2.

 

           Retornar à Área de Testes - Demos para escolher outra matéria.